Nossa história

Desde a concepção, a Refazenda carrega em seu DNA o ideal da sustentabilidade. Tudo começou há quase 30 anos, quando, incomodada com o formato como então se conhecia a indústria do vestuário, Magna Coeli pensou num modelo de negócio vanguardista, mesmo para os tempos de hoje. A ideia da estilista foi criar um novo estilo de comportamento, aliado ao planejamento de todo o material usado no ciclo, inclusive as até então indesejadas sobras. Mas não era simplesmente reciclar: um modelo de produção sustentável, como o próprio conceito sugere, precisava se bastar em todos os processos da marca.

[sobre historia 2]
[sobre] Nossa história

Magna Coeli pensou num modelo de negócio vanguardista, mesmo para os tempos de hoje.

Era necessário fechar o ciclo, lançar mão de uma economia genuinamente circular, em que 100% da matéria-prima fosse utilizada dentro do seu propósito de existir, selando parcerias com artesãos e pequenos produtores locais, agregando, assim, alta qualidade, design inovador, conteúdo técnico-cultural, atemporalidade e afetividade.

[sobre]

Repense a moda, repense o mundo

Nesses quase 30 anos de história, a Refazenda se posiciona não como um negócio de moda, mas como uma empresa de comportamento que se comunica por meio de produtos sustentáveis e de alto valor agregado, inlfuenciando seus consumidores a se estabelecerem como cidadãos do mundo, numa expressão fiel de pertencimento ao planeta.

[sobre] Repense a moda

A Refazenda se posiciona não como um negócio de moda, mas como uma empresa de comportamento que se comunica por meio de produtos sustentáveis e de alto valor agregado

[sobre]

Feito à mão e com amor

Foi assim, de um forte sentimento de responsabilidade socioambiental e emanando o esmero de tudo o que é feito à mão, que nasceu a Refazenda, trazendo junto consigo uma vontade efervescente de transformar o paradoxo que caracteriza a confecção de roupas e acessórios atualmente: o grande impacto ambiental, resultante de toda sua cadeia produtiva tradicional, da plantação, fiação, tecelagem e montagem, até a distribuição. Perseguindo o ideal de minimizar os efeitos nocivos da indústria no planeta, a Refazenda acompanha o uso de suas peças para além da compra, alongando o ciclo do produto por meio de sugestões de novas formas de vestir e redesenhando uma peça para ser usada como nova. Os produtos contêm 100% de dedicação humana de várias horas de trabalho manual e por isso eles merecem uma aquisição consciente, um usufruto digno, e uma multiplicação da atitude para outras pessoas. O artesão que o confeccionou se torna cada dia mais cidadão deste mundo através do seu reconhecimento.

[sobre] Destaque 2

Os produtos contêm 100% de dedicação humana de várias horas de trabalho manual e por isso eles merecem uma aquisição consciente, um usufruto digno, e uma multiplicação da atitude para outras pessoas.

Manifesto